sábado, 1 de agosto de 2009

Valsa de letras

Não sou
És sim
É talvez.

Talvez tenha
Sim, tens
Não tenho.

Ser o ter,
Ter o ser.

Não,
Sim,
Talvez,
Se seja e tenha algo.

Até lá,
Dancemos a valsa do indefinível.

Cristiano Melo 01 de Agosto de 2009.

5 comentários:

  1. Gostei desse brincar com as palavras kkk
    Abraço

    ResponderExcluir
  2. Gostei e coloquei no twitter!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Você brinca bem com as palavras,assim como faz delas um jogo de sentido perfeito.Gosto da sua poesia rigorosa,que não se perde em'preciosismos' autobiográficos em nenhum momento.Grande poema.Abraço.

    ResponderExcluir
  4. Cristiano,tem um selo para você lá no meu blog.Abração.

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua impressão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...