sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Hora, oras


Já é chegada a hora
De a gente ir embora
Do que já poderia ser
E o que já se foi e não é.

Já fomos, mas não somos
Mais o que seremos
Assim já é hora
De deixar ir embora.

Não temos mais o que éramos
Somos outros apesar de mesmos
Em caminhos separados
Sem olhar para os lados.

Deixe-me ir
Como te deixo
Já tivemos nossa hora
Oras, vamos agora.

Ir embora do que foi
Deixar o novo entrar
Separar já não dói
Apenas vamos embora, sós.


4 comentários:

  1. Ótimo Cris...abrir novas portas as velhas fechando...


    bfds. bjao

    ResponderExcluir
  2. Afinal já é hora, oras...
    Obrigado querida
    beijos

    ResponderExcluir
  3. Nosso futuro é agora...

    Bom ler-te ,Cristiano!


    Abraços !

    ResponderExcluir
  4. Grande poeta,
    grato pela leitura, sempre bom te ver por cá.
    abraços.

    ResponderExcluir

Deixe aqui a sua impressão

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...